quarta-feira, novembro 03, 2010

a foto guardava a Travessia.
tão azul
que eu podia acreditar que era minha
tanto quanto aqueles dedos longos que despetalavam margaridas

naquele tempo o infinito ainda estava a meus pés

teste

teste