segunda-feira, janeiro 28, 2008

escorrega entre os dedos
feito fio de pérolas
acaricia delicadamente
pele coberta de pó
olhando de perto
parece amor ou verso
mas é só tempo

Um comentário:

taniac disse...

Ritinha, esse teu poema é fio de ouro!!
Beijo